25/09/2017 às 06h09

Sorrir é o melhor remédio

Os benefícios não param de ser estudados, hoje os profissionais de todas as áreas da ciência e do conhecimento chegam a um consenso, rir é o melhor remédio  para tudo na vida.

Rir, rir e rir leva a posturas positivas  e transcende o corpo  e o espírito fazendo você se sentir iluminado  e de bem com tudo e com todos.

Apesar de milenar, a terapia do riso existe como método terapêutico para curar doenças do corpo, da mente e do espírito. A famosa Cura pela Alegria. Pelo lúdico.

15/09/2017 às 08h09

LGBT, Sexualidade e Parto Seguro são temas do VII Congresso Amazonense de Ginecologia e Obstetrícia

Nos dias 21 e 22 de setembro, no Hotel Caesar Business, das 08 às 19 horas, a Associação Amazonense de Ginecologia e Obstetrícia (ASSAGO) realizará o VII Congresso Amazonense de Ginecologia e Obstetrícia e a I Jornada das Ligas Acadêmicas Amazonense de GO. 

14/09/2017 às 07h09

Bê-a-bá da prevenção bucal para pessoas com diabetes

O diabetes representa um problema pessoal e de saúde pública com grandes proporções quanto à magnitude e transcendência, apesar dos progressos no campo da investigação e atenção aos pacientes. A sua ocorrência vem aumentando e configura-se hoje como uma epidemia mundial, tornando-se um grande desafio para os serviços de saúde. Assim, ações voltadas para a prevenção e controle do diabetes são fundamentais para a saúde em todo o mundo.

A doença é responsável por grande parte da morbidade e mortalidade mundial.

12/09/2017 às 10h09

LARCS – PARTE 1

LARC (long-acting reversible contraception) é uma sigla em inglês que designa os métodos anticoncepcionais reversíveis de longa duração. Os LARCs tem alta taxa de eficácia, longo período de ação, taxa de interrupção baixa e grau de satisfação elevado pelas mulheres que utilizam o método 

No Brasil, estão disponíveis três tipos de LARCs: 

LARC                            Eficácia               Duração 

DIU de cobre                  99,4 %              5 a 10 anos 

DIU hormonal                 99,8 %              5 anos 

1/09/2017 às 10h09

Diabéticos têm maior chance de se envolverem em acidentes de trânsito

fonte: imagem e divulgação internet

De acordo com estudos realizados por diferentes universidades, elas apontam que motoristas com diabetes tipo 1 são muito mais propensos a se envolverem em acidente de trânsitos. As Hipoglicemias moderadas alteram de forma significativa a capacidade de dirigir em cerca de 35% das pessoas estudadas, resultando em desvios de direção, guinadas, saídas da pista, excesso de velocidade, condução lenta, freadas e acelerações.

Páginas