O perigo do Sal

23/01/2017 às 03h01
fonte e imagem internet

Segundo pesquisas, o consumo de sal em excesso faz mal à saúde. Esse consumo excessivo é o principal fator para a ocorrência de hipertensão (pressão alta), o que aumenta o risco de outras doenças graves como Acidente Vascular Cerebral (AVC), insuficiência cardíaca, infarto e insuficiência renal.

O sal é e sempre foi uma das preocupações dos médicos em relação à saúde.

Mas, sabe-se que o ser humano não pode viver sem o sal. 

Com moderação, o sal é um ingrediente fundamental para a saúde e seu consumo é responsável pelo equilíbrio da água em nosso corpo, na entrada e saída de substâncias das células e controlar funções vitais como batimentos do coração, contrações musculares e transmissões de impulsos nervosos. 

Vale lembrar que o limite máximo de consumo de sódio recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 2,0 gramas por dia. 

É necessário ter cuidado com o consumo desenfreado e é preciso encontrar outras alternativas para incrementar a refeição todos os dias. 

Nutricionistas recomendam não acrescentar sal à refeição depois de pronta, substituindo-o por azeite, limão ou outros temperos naturais.