Os riscos do sexo com desconhecidos

13/12/2016 às 02h12
fonte e imagem internet

Invertendo o que a pensadora e filósofa contemporânea Martha Suplicy disse: “Relaxa e goza” (kkkkkkcheeky), não caia nessa conversa, pois você nem imagina os riscos que está correndo ao fazer sexo com desconhecidos. 

O abuso de álcool, drogas e a pratica de atividade sexual sem proteção são fatores que potencializam o risco de um indivíduo adquirir uma doença sexualmente transmissível (DST). 

É importante que você conheça seu parceiro e estabeleça um relacionamento de compromisso que permita confiança e comunicação, no qual vocês possam falar e dialogar sobre o assunto. 

Ter sexo com desconhecidos e não usar proteção é uma das formas mais comuns de contrair doenças sexualmente transmissíveis (DST). 

Segundo estudos, se um homem com gonorréia tiver sexo desprotegido com sua parceira, tem 70 a 80% de probabilidade de passar a infecção à parceira durante o sexo vaginal. Portanto, com quantos mais parceiros fizer sexo, maior é o risco de exposição às DST’s. Isto acontece por se expor a história sexual de várias pessoas, permitindo assim, que você seja contaminado e contamine outras pessoas. 

Se você frequenta bares, clubes noturnos, saunas e casas de massagem e tem o costume de ter atividade sexual com pessoas anônimas, ou seja, pessoas que você não conhece previamente ao ato sexual, cuidado você está colocando em risco sua sáude. 

Depois de tudo isso que você leu, não relaxe e não goze sem antes se proteger e saber com quem voê está saindo. 

“FICAR” pode ser perigoso, pois quem vê cara não vê saúde sexual. 

Proteção na hora do sexo é importante! 

E para orientação e se tiver qualquer suspeita de DST's, procure ajuda médica!