Sozinhos, juntos e solitários em um mundo que cabe no bolso

14/03/2017 às 06h03
fonte e imagem internet

É bem provável que em algum momento de nosso tempo diário já nos pegamos rolando páginas sem fim de redes sociais no computador ou celular, porém mais cedo ou tarde a insatisfação ou cansaço bate forte e nos isolamos. 

Trabalhos de pesquisas tentam explicar por que a tecnologia tem deixado as pessoas mais tristes e solitárias. 

Os avanços tecnológicos facilitam a vida moderna em diversos aspectos, porém toda essa modernidade está facilitando a crescente falta de vínculos sociais. As pessoas estão conectadas o tempo inteiro, sozinhos, juntos e solitários em um mundo virtual. 

Muitas pessoas que têm dificuldades de se socializar acabam buscando ferramentas no mundo virtual para ajudá-las, mas com o tempo acabam agravando seus problemas de interação com outras pessoas, a válvula de escape vira solidão. 

A máquina nunca se cansa, não contraria, está lá para agradar. Ah e pode ser desligado quando nos convir, mas quando se desliga o dispositivo eletrônico e sai do mundo virtual, logo desperta a solidão, por achar que no mundo real não há nada ou alguém. 

O famoso psiquiatra Augusto Cury, fala que nunca se viu uma geração tão triste, tão depressiva. Que as pessoas estão deixando de contemplar o belo. E que precisam interagir com outras pessoas, precisam se aventurar, a ter contato com a natureza, se encantar com a astronomia, com os estímulos lentos, estáveis e profundos da natureza que não são rápidos como as redes sociais. 

Comentam os especialistas que cada um tem que analisar, até onde o mundo virtual é benéfico na sua vida, e criar um limite do mundo real e virtual, e que ultrapassando esse limite haverá transtornos para si mesmo, esse é um cargo de consciência que se terá que levar por um bom tempo, porque o mundo virtual está crescendo e traz um futuro cada vez mais tecnológico para todos. 

Milhões de pessoas no mundo todo tornam-se dependentes, quase doentios, desse mundo virtual que pode provocar tristeza, vivendo em um mundo que cabe no bolso, como um reality show, esperando uma curtida para se sentir vivo e acabarem perdendo o convívio real com outro ser humano. 

A tecnologia realmente é fantástica, mas seu uso em excesso e de forma errada pode comprometer uma vida que pode ser mágica e bela. 

Então vamos lá nos desconectar e urgente ficar off-line, fazer pausas e contemplar mais a vida!!